2 de fev de 2010

A Vida é Uma Escolha...

Muitas pessoas reclamam da correria de suas vidas;
Acham que têm compromissos demais e culpam a complexidade do mundo moderno;
Entretanto, inúmeras delas multiplicam suas tarefas sem real necessidade;
Viver com simplicidade é uma opção que se faz;
Muitas das coisas consideradas imprescindíveis à vida, na realidade, são supérfluas;
A rigor, enquanto buscam coisas, as criaturas se esquecem da vida em si;
Angustiadas por múltiplos compromissos, não refletem sobre sua realidade íntima;
Esquecem do que gostam, não pensam no que lhes traz paz, enquanto se sufocam em buscas vãs;
De que adianta ganhar o mundo e perder-se a si próprio?
Se a criatura não tomar cuidado, ter e parecer podem tomar o lugar do ser;
Ninguém necessita trocar de carro constantemente, ter incontáveis sapatos, sair todo final de semana;
É possível reduzir a própria agitação, conter o consumismo e redescobrir a simplicidade;
O simples é aquele que não simula ser o que não é, que não dá demasiada importância à sua imagem, ao que os outros dizem ou pensam dele;
A pessoa simples não calcula os resultados de cada gesto, não tem artimanhas e nem segundas intenções;
Ela experimenta a alegria de ser, apenas;
Não se trata de levar uma vida inconsciente, mas de reencontrar a própria infância;
Mas uma infância como virtude, não como estágio da vida;
Uma infância que não se angustia com as dúvidas de quem ainda tem tudo por fazer e conhecer;
A simplicidade não ignora, apenas aprendeu a valorizar o essencial;
Os pequenos prazeres da vida, uma conversa interessante, olhar as estrelas, andar de mãos dadas, tomar sorvete...
Tudo isso compõe a simplicidade do existir;
Não é necessário ter muito dinheiro ou ser importante para ser feliz;
Mas é difícil ter felicidade sem tempo para fazer o que se gosta;
Não há nada de errado com o dinheiro ou o sucesso;
É bom e importante trabalhar, estudar e aperfeiçoar-se;
Progredir sempre é uma necessidade humana;
Mas isso não implica viver angustiado, enquanto se tenta dar cabo de infinitas atividades;
Se o preço do sucesso for ausência de paz, talvez ele não valha a pena;
As coisas sempre ficam para trás, mais cedo ou mais tarde;
Mas há tesouros imateriais que jamais se esgotam;
As amizades genuínas, um amor cultivado, a serenidade e a paz de espírito são alguns deles;
Preste atenção em como você gasta seu tempo;
Analise as coisas que valoriza e veja se muitas delas não são apenas um peso desnecessário em sua existência;
Experimente desapegar-se dos excessos;
Ao optar pela simplicidade, talvez redescubra a alegria de viver.


Pense nisso!!

Mensagem do Programa Noite & Cia
Exibição de segunda a sexta-feira, às 22h30, pela Rede Super de Televisão.

4 comentários:

  1. Olá Dani...ou Daniele!rss

    Que belo "texto poema" acabei de ler!
    Percebo uma maturidade enorme em sua forma de encarar a vida, pouco visto nas pessoas "modernas". Realmente,de nada adiantaria ganhar mundo e perder sua vida (alma originalmente), dando uma conotação diferente à alma pois não acredito que alma seja uma forma metafísica ou espiritual, mas sim...aquela força interior que noscomove..que nos faz sentir aleria..que nos sensibiliza om o drama do próximo, isto sim é alma...e a perdemos buscando tantas coisas como você mesmo diz..."supérfluas".

    Assim também tenho encarado a vida, sempre me pparando para ventos fortes que talvez ...talvez, derrubem minha pequena casa (sonhos)

    Impossível atravessar a vida…
    Sem que um trabalho saia mal feito,
    Sem que uma amizade cause decepção,
    Sem padecer com alguma doença,
    Sem que um amor nos abandone,
    Sem que ninguém da família morra,
    Sem que a gente se engane em um negócio.

    Esse é o custo de viver.
    O importante não é o que acontece,
    Mas, como nós reagimos.

    Você cresce quando não perde a esperança, nem diminui a vontade, nem perde a fé.
    Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la.
    Quando aceita seu destino, mas tem garra para mudá-lo.
    Quando aceita o que deixa para trás, construindo o que tem pela frente e planejando o que está por vir.

    Cresce quando supera, se valoriza e sabe dar frutos.
    Cresce quando abre caminho,
    Assimila experiências…
    E semeia raízes…

    Cresce quando se impõe metas,
    Sem se importar com comentários.

    Cresce quando é forte de caráter,
    Sustentado por sua formação,
    Sensível por temperamento…
    E humano por nascimento!

    Cresce ajudando a seus semelhantes,
    Conhecendo a si mesmo e
    Dando à vida mais do que recebe.

    E assim se cresce…é assim que se vive!

    "Podemos fazer algo por alguém...então devemos fazer"

    Adorei seu artigo, é um prazer saber que ainda existem pessoas que não vivem martirizando-se por coisas temporais,mas que enxergam mais longe, para o que realmente importa.

    Abraços!

    Edson Moura

    ResponderExcluir
  2. Olá Edson... Obrigada pela visita!!

    Viver de forma simples é algo que só os sábios conseguem fazer. Num mundo onde TER está tomando o lugar do SER, muito me admira as pessoas que conseguem, acima de tudo, levar uma vida honesta, sem "atropelar" o seu próximo...

    Muito bom o seu poema, de uma verdade intensa e realista..

    Abraço!! Daniele

    ResponderExcluir
  3. Grato Dani, vale lembrar também uma frase do Gandhi: "Todo homem que possui mais do que necessita...é um ladrão".

    Abraços paupérrimos!

    ResponderExcluir
  4. Edson..concordo com vc ou Gandhi..rs...
    E deixo-me acrescentar que, num mundo onde pessoas morrem por não ter um prato de comida, enquanto outros, se preocupam em trocar seu carro todo o ano... eu diria que quem possui mais do que necessita, além de ladrão, é um egoísta, que não sabe qual o significado da frase "AMOR AO PRÓXIMO".

    Abraço!!

    ResponderExcluir