31 de dez de 2010

Que Venha 2011!!

                 Último dia do ano de 2010... O que dizer deste ano??
                 O ano que me mostrou que, por mais dificil que a situação pareça, não é o fim... O ano que me proporcionou, profissionalmente, um tempo de colheita farta... O ano que me fez crer cada vez mais em minhas convicções e meus objetivos, pois assim caminho para o que desejo realmente... O ano em que menos busquei Deus, mas que mais senti sua presença comigo, me proporcionando momentos de intensa paz e felicidade, descobrindo assim que posso ser feliz, com ou sem, a participação de outras pessoas... só não poderei sê-lo se eu não amar, respeitar, ajudar e orar por estas pessoas...
                O ano que eu, finalmente, passei a acreditar que os sonhos, independente de quais sejam, podem sim se tornar realidade; basta traçarmos metas, objetivos e lutar incondicionalmente por eles...
                O ano em que pessoas maravilhosas entraram e saíram da minha vida. Sim, as pessoas não deixam de ser maravilhosas por terem saído de nossas vidas. Elas necessitam seguir seus destinos, e, seja por uma palavra, uma frase, um dia, um mês ou um ano, se essas pessoas fizeram parte de nossas vidas em determinado momento, assim era para ser, e mesmo que não tenhamos notado, com certeza, contribuíram com algo para nosso crescimento espiritual, intelectual, emotivo... No entanto, há as pessoas que entraram em nossas vidas e ainda continuam conosco, isso porquê, ainda não cumpriram o que tinham que cumprir, ainda precisaremos delas ou elas de nós em determinados momentos. Que possamos amá-las e mesmo que as vezes não entendamos o amor dessas pessoas para conosco, não significa que não nos amem com tudo o que podem.
               Embora tenhamos que esquecer o passado e olhar o horizonte que nos convida, guardo este ano de 2010 como um ano de descobertas, de aprendizagem para seguir adiante.. E assim, com um sorriso de criança, um coração cheio de expectativas, passos firmes guiados por Deus, braços abertos, olhos brilhando de alegria e esperança para o novo... espero o ano de 2011. E, quando soltarem os fogos iniciando 2011, desejo que todos os meus, e os seus problemas, dúvidas, medos fiquem em 2010, e que venha um ano com muito amor, saúde, paz, felicidade, sucesso, dinheiro, amizade, sonhos realizados, sorrisos, enfim, tudo o que há de melhor neste mundo... Para mim, para as pessoas que amo, para você e para as pessoas que ama, para o Brasil, e para o mundo.




                 Feliz 2011 para todos nós...
                                                      
                                                               Meus Desejos!!  =)

27 de nov de 2010

Alegria

               Não poderia deixar de registrar aqui essa passagem da minha vida...
               O escritor Paulo Coelho postou em seu twitter que quando chegasse a 1 milhão de seguidores, faria uma pergunta, e para as três melhores respostas daria um livro, para cada um, autografado.
               Ele chegou a 1 milhão, e a pergunta foi "O que é alegria?"
             Eu, claro, não poderia ficar fora dessa oportunidade de ganhar um livro autografado de um dos meus escritores favoritos. Porém, com o dia atarefado que tive, só pude postar minha resposta nos últimos momentos, e como não tinha muito tempo, em menos de 10 minutos eu escrevi minha definição para sua pergunta e postei em seu blog.
            No fundo, quando participamos de alguma promoção, sempre temos a esperança de ganharmos, e desta vez não foi diferente, e assim que tive oportunidade, acessei o blog dele para ver se já havia postado os vencedores.
             Pra variar, com a sorte que tenho, não fui um dos vencedores... No entando, as palavras postadas pelo escritor me fizeram muito feliz.

            Paulo Coelho escreveu: "Subestimei o poder do Twitter. Tivemos 11.183 definições de Alegria.
             Por outro lado, as 2.087 respostas selecionadas são excelentes."

          Desesperadamente, me coloquei a verificar essas 2.087 respostas consideradas EXCELENTES por ele e postadas em seu blog, torcendo que a minha fosse uma delas, óbvio que gostaria de ter esse reconhecimento do Paulo Coelho.

            Adivinhem?? Minha resposta estava lá!! Uma das primeiras postadas...
           Ahhhh.. Paulo Coelho gostou do que escrevi, considerou minha resposta excelente. Que mais queria eu?? Que livro, que nada!! Sua consideração foi muito mais significativa para mim.

            Para que saibam do que falo, segue abaixo o que enviei para ele, a minha resposta... Para mim, a melhor, claro!! haha

           "A alegria é um momento, é um estado de espírito. Ela não está conquistada, vai sendo… É um iniciar constante, que nos leva sempre a um final decepcionante, e como uma necessidade da alma, novamente a um novo iniciar.
           Talvez viva mais alegrias aquele que aprendeu com uma maior rapidez a se recuperar de um “pós alegria”.
           Uma partida hoje, um reencontro amanhã… Uma lágrima hoje, um sorriso amanhã… Um despreso hoje, um beijo amanhã… Quem já esteve em uma montanha russa talvez consiga de longe, compreender o que significa ALEGRIA. Um ir e vir, um alto e baixo inexplicável."

           Link do blog http://tinyurl.com/23bx2op se quiserem ver a minha resposta lá, só procurar por "Daniele".

           Que tal? O que acharam?


           Hoje posso dizer que estou alegre, mas como minha definição para alegria, sei que não durará para sempre, mas também sei que estarei sempre disposta a iniciar.

24 de nov de 2010

O Bem Está Nos Pequenos Detalhes

                 Ontem havia um cachorrinho doente, completamente desamparado em frente ao condomínio onde moro, não pude ser mais um a passar por ali, ignorar ou simplesmente olhar com piedadade e não fazer nada.
                 Fui em casa, peguei leite, uma vasilha e fui até ele... Quando ele me viu chegar, levantou aqueles olhinhos dasanimados, doentes, e logo os abaixou novamente me ignorando. Coloquei a vasilha no chão, coloquei o leite, e o chamei... Com dificuldades ele levantou e foi até a vasilha, me deu uma última olhada um pouco desconfiado da minha atitude e, começou a tomar o leite.
               A minha atitude talvez não tenha sido a mais grandiosa, a mais linda e nem a tão heróica de todas, porém, foi uma simples atitude que fez a diferença, se não para mim, sim para aquele cachorrinho doente.
              O nosso mundo precisa disso, atitudes simples, humildes, mas que façam a diferença. Um olhar amigo, uma palavra gentil, um sorriso verdadeiro. Atos que para nós podem não representar nada, para outros podem representar muito.
              Deus para mim é isso... Quando você olha para uma pessoa desconhecida com carinho... Quando você pergunta "posso te ajudar?" com a intenção de, verdadeiramente ajudar, sem nada em troca... Quando uma pessoa entra no ônibus para vender balas, e ao invés de você ficar fingindo que não a ouve e não a vê, ignorando-a, você olha para ela, presta atenção em suas palavras e mesmo que não queira comprar as balas, a agradece por estar te oferecendo... Quando você trabalha de voluntário em um orfanato, sem ganhar nem um centavo em troca, e ama com todo o coração o que faz para aquelas crianças que são apenas seres humanos desprotegidos e necessitados de afeto.
               Não precisamos evitar uma catástrofe mundial para, aí sim, sermos considerados pessoas que praticam o bem, não precisamos do reconhecimento das pessoas pelos bons atos que praticamos...
              Vivenciamos todos os dias oportunidades para praticar o bem, basta prestar atenção. Olhar com os olhos da coletividade e não da individualidade. Se deixarmos de lado esse mundo egocêntrico, onde achamos que se tudo está bem conosco, então tudo está bem com o mundo, quem sabe compreenderemos qual o verdadeiro significado da frase "Amar ao próximo, como a si mesmo."
               Voltando a falar do cachorrinho... o deixei lá, depois de todo o leite que eu havia levado para ele ter sido "devorado", pude observar um olhar de agradecimento, pude sentir o que é fazer o bem.
               E querem saber? Não há palavras para expressar este sentimento.

17 de ago de 2010

Sou...

                 Sou o que se chama de pessoa impulsiva.
                Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.
                 Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. [...] Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura.
                   Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou maduro bastante ainda. Ou nunca serei.






AGORA SIM!! Minha homenagem à Clarice Lispector.

30 de jul de 2010

Eu "Te amo" não é "Bom dia"

               A palavra "amor" foi tão banalizada, que as pessoas a dizem para tudo e para todos. Hoje se diz a frase "Eu te amo" com muito mais frequência que "Bom dia", uma estatística positiva, se tal utilização não trouxesse consigo o ponto negativo. As pessoas estão dizendo esta frase de forma artificial, apenas por interesses, para que possam, de certa forma, conseguir alguma coisa em troca.
             O dicionário define, entre outras, a palavra amor como "Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem". Então por que as pessoas que hoje dizem "Eu te amo", amanhã nem sequer se lembram de nos fazer uma ligação para saber se ainda estamos vivos, e muitas vezes elas já estão distante, dizendo "Eu te amo" para outras pessoas?
             Não podemos dizer que amamos alguém, quando nem sequer conhecemos esta pessoa. Um artista não pode amar todos os seus fãs, alguns que começam a fazer parte de sua vida, até pode ser, mas não todos. Não é possível.
            Não podemos amar um lugar onde jamais estivemos, podemos admirá-lo, respeitá-lo, mas não amar algo que é desconhecido para nós.
            Assim, chegamos a conclusão que a palavra "amor", está sendo utlilizada no lugar de outras que deveriam representar tais situações, dificultando, dessa forma, a identificação daqueles que a estão utilizando no seu real sentido.
             A palavra amor representa o sentimento mais bonito que pode existir entre as pessoas. Para usá-la deve haver fatos, sentimentos, desejos, delírios, desafios, loucuras... É muito triste ver que a usam sem responsabilidade, sem, exatamente, quererem expressar o seu verdadeiro significado.
             Onde o amor é expressado apenas com palavras, jamais ele conseguirá forças para seguir em frente, por isso, hoje há tantos fins de relacionamentos.
             Se não ama de verdade, não o diz, e se tem dúvidas sobre este sentimento, espere. Não podemos ser falsos, e nem contribuir com a banalização dessa palavra tão importante, e que representa o mais bonito sentimento. Por isso diga NÃO a quem diz "Eu te amo" sem realmente amar.

16 de jul de 2010

Ahhh... O Amor!!

              Em um belo entardecer, dois jovens sentados no banco de uma praça, observavam o vai e vem de pessoas, que apressadas, retornavam para suas casas após mais um dia de trabalho.
             Seus olhos, buscavam algo, receiosos, olhavam interrogativos por todos os lados. De repente a menina foi tomada de súbita surpresa, ao ter sua mão tocada pelas mãos daquele rapaz, que antes de fazer tal gesto, exitou várias vezes, chegando a ponto de quase se levantar do banco e ir embora.
              Se existia medo, receio, vergonha... nada mais importava agora, suas mãos haviam se encontrado, e antes que qualquer força maior pudesse interferir na união daqueles dois seres, eles já estavam se olhando.
              Ah!! se ela soubesse, se pudesse ouvir o olhar, e se o olhar lhe bastasse, para saber o quanto ele a amava.
              Haviam se conhecido a algumas semanas atrás, num desses encontros inexplicáveis e inesquecíveis que a vida se encarrega de preparar.
              A primeira vez que se viram, não puderam conter o desejo indecifrável, representado por um rubor no rosto. Desde então, seus olhares eram os mais tímidos que tinham para as ocasiões.
            O jovem, sentiu-se completamente atraído pela moça, não conseguia mais tirá-la de seus pensamentos e a amava desde o nascer, ao pôr do sol; e a noite, a tinha em seus sonhos mais fascinantes.
              Alguns dias mais tarde, ele, revestido de coragem, entregou a moça um bilhete, onde deixava claro um convite para que ela comparecesse ao seu encontro, numa praça.
             Com as mãos trêmulas, ela recebeu o convite, e, ao lê-lo, percebeu que seu coração pulsava descompassado. Quanta felicidade! Seu amor estava sendo correspondido.
              Ele, chegou cedo a praça, sentou-se no primeiro banco que avistou, pois suas pernas tremiam tanto que pareciam estar em sintonia com seu coração, que de tão acelerado, podia bem representar a batida da bateria de uma escola de samba.
              Ela, chegou apressada, olhando por todos os lados, um olhar tanto quanto curioso e assustado. Foi então que ali, bem na sua frente, avistou o rapaz sentado no banco. Com o olhar baixo e as mãos suando como nunca, ela se aproximou do banco e sentou-se ao seu lado.
              Uma eternidade, se pareceram os minutos que sucederam após o encontro, até que suas mãos se tocaram e seus olhos se olharam.
              Ela, titubeou pronunciar algumas palavras, mas a voz saiu temerosa e ela desistiu. Ele, estava em completa luta com o seu interior, queria gritar que a amava, que desejava tê-la em seus braços para sempre, mas como explicar o que sentia numa situação dessas? Calou-se.
              Porém, suas almas haviam se encontrado, e seus olhares falavam por si. Os olhos da menina se encheram de lágrimas, não podia mais conter aquele sentimento, era algo tão inovador para ela, parecia que alguém apertava seu coração e antes que as tais lágrimas começassem a rolar por sua face, ela decidiu que o melhor a fazer era sair dali, tirou sua mão de entre as mão do rapaz e ameaçou levantar-se, e teria o feito se não estivesse sido contida por um olhar suplicante do seu mais recente amado, e antes que ela pudesse explicar tal desconcerto, foi tomada de súbito por um beijo.
              Sim, um beijo, suas bocas se encontraram, e naquele instante mágico, parecia que o mundo inteiro havia parado para assistir a mais bela apresentação de um amor genuíno. De audição, só suas respirações ofegantes e a pulsação de seus corações, agora mais próximos do que nunca, agora mais apaixonados do que antes.

       (...)



              Há algum tempo eu havia escrito essa histórinha romântica (acho que posso chamá-la assim). Pensei, pensei, e decidi postá-la aqui.
              Acredito que muitos gostariam de viver um amor assim, sincero, genuíno, simples... Mas infelizmente, o amor na teoria é muito mais fácil do que na prática.
              Espero que gostem, e se não gostarem, paciência, por favor (é a primeira história que escrevo, pelo menos, a primeira que tenho coragem de mostrar para vocês... hehe!!)

15 de jul de 2010

Eu, Brincando de Poetisa!!

A menina sorriu ao perceber a brisa do vento tocando o seu rosto;
                          
A menina sorriu ao sentir o perfume das flores que vinha dos campos naquele início de primavera;

A menina sorriu ao ouvir o canto dos pássaros que celebravam mais uma bela manhã;

A menina sorriu quando foi tocada pelo calor do sol;

A menina sorriu ao ser recebida por cantigas infantis que saiam em coro da boca de crianças que brincavam ali perto;


A menina sorriu... A menina sorriu...  E mesmo que seus olhos estivessem impossibilitados de ver todos aqueles seres responsáveis pelas suas melhores emoções... Ela sorriu!

O sorriso? Um agradecimento, por ter compreendido que os melhores sentimentos, são invisíveis aos olhos.

10 de jul de 2010

A Janela da Alma... Os Olhos!

              Estava eu em um circular, o destino, a rodoviária, indo comprar passagens para uma viagem à casa dos meus pais.
              Quando faltavam uns dois pontos para eu descer e estávamos bem no centro comercial da cidade, o ônibus parou para que algumas pessoas descessem. Neste momento, uma mulher, não muito jovem e nem tão senhora, me chamou a atenção, pois ao seu lado havia um garotinho, nos seus 3 ou 4 anos de idade. Esta mulher estava ali parada, na esquina, vendendo balas, tinha uma roupa muito velha, e um rosto bastante cansado, e o garotinho estava usando uma roupinha de frio, também bastante gasta.
              Quando olhei para aquela criança, o que mais me chamou a atenção foi o seu olhar, seus olhos tinham um brilho espetacular, e ao encará-los tive a impressão de que olhava para uma fonte de água que, tocada pelo sol, nos transmite a sensação de que milhares de pequenos diamantes estão ali. Neste exato momento, os meus olhos se encheram de lágrima, e pedi com todo o meu coração que Deus cuidasse daquela criança, que olhasse por ele e por sua mãe, que não o deixasse ter uma vida de sofrimento por sua classe social, que seu coração fosse generoso, e que pessoas ruins não interferissem na sua formação pessoal.
             A mulher, no seu ofício, tentava chamar a atenção das pessoas para que comprassem suas balas, muitas pessoas passavam e simplesmente a ignoravam, não olhavam para ela, e ao seu pedido para que comprassem um pacotinho de bala, nem sequer lhe balançavam a cabeça para dizer que não queriam. Me vi frente a uma pessoa que estava ali com seu filho, sendo ignorada, comecei a me perguntar, como podem ignorar um ser humano daquela forma? Como podem fazer de conta que não veem uma pessoa que está buscando uma forma de ganhar sua vida dignamente? Será que seria uma tarefa muito árdua olhar para a mulher e dizer-lhe que não queriam comprar as balas?
             Bom, não me arrisco a dizer o que penso acerca do motivo pelo qual a ignoravam, mas numa sociedade preconceituosa como a nossa, posso chegar a algumas conclusões.
             Enquanto o ônibus começou a se mover, eu comecei a pensar nas milhares de crianças que, como aquele garoto, têm uma vida tão nova, mas já trazem consigo um fardo tão pesado... a pobreza.
            Que dura realidade tem que enfrentar uma criança que nasceu numa classe social desfavorecida, não ter o brinquedo da moda, não poder brincar porque tem que ajudar seus pais; trabalhando, pedindo esmolas, e muitas vezes roubando. Não culpo estas crianças, tampouco os seus pais que foram crianças como elas, mas sim a nossa sociedade que é muito bem representada por pessoas, como aquelas, que passaram naquela esquina e ignoraram aquela mulher que vendia suas balas dignamente.
            Bom, para concluir o meu texto, quero que saibam que voltei da rodoviária para o centro comercial a pé, e passei pela mulher com o garotinho, ela me ofereceu a bala, eu parei, olhei bem para o seu rosto, dei um sorriso e disse "dois pacotinhos, por favor!" ela me entregou, eu perguntei quanto custava e entreguei o dinheiro a ela; me virei e dei mais uma olhada para o rosto do garotinho que sorria, agarrado a blusa da sua mãe; tinha um sorriso lindo e os seus olhos, que olhos, pareciam que brilhavam ainda mais, agora vistos de perto... Sua mãe me disse "Deus abençoe."; e eu respondi "Amém. Deus lhe abençoe também."
           Assim, continuei minha caminhada, pedindo a Deus mais uma vez pela vida daquele menino, da sua mãe, dos que passaram e os ignoraram, dos que passaram e compraram suas balas, enfim, pedi a Deus por todos os seres humanos.

18 de jun de 2010

Rumo ao Hexa.... BRASIL!!

                  As ruas estão pintadas de verde e amarelo, bandeirinhas que representam a Festa Junina, este mês, tiveram suas cores escolhidas através da cor de nossa bandeira.
               Isso mesmo, estamos novamente na COPA DO MUNDO de futebol. Há sempre aquelas pessoas que detestam esta época, mas eu confesso que, para mim, é uma época mágica, adoro ver os jogos do Brasil, esse patriotismo espalhado por todos os lados, me encanta, e MUITO!!
              Antigamente muitos povos contavam o tempo pelas olimpíadas, acredito que um dia se contarão os tempos pela copa do mundo, aliás, muitas pessoas já usam a copa como uma espécie de comparação para a sua vida, refletem sobre como estavam a quatro anos atrás e sobre como estarão daqui a quatro anos.
             Me lembro que a primeira vez em que me dei conta da Copa do Mundo foi em 1994, quando eu tinha 10 anos de idade, provavelmente por ter sido o primeiro mundial onde o Brasil saiu campeão desde que eu havia nascido. Me lembro da ansiedade que foi ver a cobrança dos pênaltis, e quando o jogador da Itália chutou aquela bola pra fora.... NOOOOOSSAAA!!! foi uma emoção única. Brasil Tetracampeão Mundial.
             Depois veio a vitória em 2002, estava no primeiro ano de faculdade, e o Brasil mostrou que quando se deseja algo com muita vontade, e se empenha com todo o fervor em buscá-lo, podemos alcançar. E assim o Brasil fez, vencendo a França, a favorita, com um goleiro que diziam ser uma muralha, e nós com o coração apertado, podemos gritar um grito de vitória depois dos dois gols que o tal goleiro teve que "engolir".
             Vi o Brasil ser campeão nestas duas ocasiões, tais ocasiões que permanecerão em minha memória para todo o MEU sempre.
             Espero que possa assistir o Brasil ser campeão em muitas outras copas do mundo; nessa, que marca uma copa pela primeira vez no continente Africano. Na próxima, em 2014, que se realizará aqui no nosso país... e na próxima, e na próxima, e na próxima também..... hehe
             Então, aqui estou eu, uma brasileira, com muito orgulho e muito amor, desejando a nossa seleção canarinho, SORTE.... Vamos ganhar mais essa e fazer toda essa nação verde e amarelo se orgulhar de ser brasileira.

18 de abr de 2010

Hoje é o Meu Dia... Que Dia Mais Feliz!!

          Hoje, dia 18 de Abril, comemoro mais um ano de vida... Obaaa!! Parabéns para mim.. Ahahaaha
           Tirando o fato de estar sozinha em casa, longe da minha mãe, com quem eu gostaria muito de passar este dia... posso dizer que me sinto feliz.
           Agum tempo atrás, com certeza, se eu estivesse passando o meu aniversário sozinha, estaria muito chateada, mas com o passar dos anos, pude compreender que o aniversário, apesar de ser comemorado em apenas um dia, será representado durante um ano inteiro, até que novamente venha outro aniversário e um novo ano. Portanto, este é só o primeiro dia, de muitos que tenho neste novo ano, para: falar com Deus, estar com a minha mãe, pai, irmã, meus amigos, correr atrás dos meus sonhos, brigar, rir, chorar, passar dias felizes e dias de fúria, ler livros (adoro), ir aos shoppings (já não me animo tanto), assistir filmes (se pudesse iria todos os dias ao cinema), ensinar meus alunos (que acreditem, acham que a matemática morde.. rs)... Enfim, hoje não é o único dia deste meu aniversário, e quero aproveitar muito este novo ano que se inicia HOJE.
           Ahh!! agradeço aos meus amigos pelos recados no orkut, msn, twitter, skype, faceebok (ôpa, este eu não tenho.. kkk)... O que seria de mim sem um computador e esses sites de relacionamento hein?!!... Este também deve ser um dos motivos por eu não estar triste hoje, pois, apesar de estar sozinha fisicamente, digitalmente (será que essa palavra existe?!), estou com uma galera e tanto...
           Quem não ama a vida não a merece!! Todavia...Eu a AMO, e quero fazer parte deste livro chamado vida, muitos, muitos, muitos e muuuuuuuuuuuiiiitos anos ainda.

14 de abr de 2010

Senhor, Ensina-me os Teus Pensamentos Que São Maiores Que os Meus...

           Não posso mais viver pra mim mesmo, ajuda-me Senhor... Ensina-me os teus pensamentos que são maiores que os meus.
           Nestes dias tenho repetido muito essa frase...
           Na maioria das vezes compreender os propósitos de Deus para nossas vidas é algo tão difícil, tão enigmático.
           Fazer tudo tão certinho, muitas e muitas vezes não parece ser o caminho certo. Trabalhar, ser honesto, manter nossas contas em dia, respeitar os idosos, educar as crianças (eu que o diga), falar a verdade, não invejar o próximo, fazer doações financeiras, emotivas... Enfim, fazer tudo isso e muitas outras coisas que deduzimos ser o correto, na maioria das vezes, não nos traz a felicidade que tanto almejamos. Por que será? Não estamos sendo o ser humano que Deus desejou ou deseja que sejamos?
           Enquanto isso, aquelas pessoas que não fazem nada certo, vivem maltratando seus próximos, matam, roubam... Conseguem ter uma vida mais alegre, conseguem tudo que desejam, e a sociedade os tratam bem melhor do que o cidadão digno, trabalhador, honesto...
           É, quantas vezes ouvi algumas pessoas dizerem que esse mundo é injusto. Não achava que isso era verdade, até o dia em que saí de casa para levar uma vida independente. Trabalhar e ser responsável pela minha vida me fez ver de frente o que isso significa.
           Ter um patrão que, só porquê tem um poder nas mãos, acha que está falando com um ser inferior a ele, grita, desrespeita, ofende, se esquecendo completamente que ambos são apenas seres humanos com uma vida cronometrada, surgiram do nada e ao nada voltarão. Que direitos ele tem de ofender alguém?
           E os "acusadores"? Aqueles que adoram apontar outras pessoas que se encontram em uma classe social abaixo delas e  dizer: "Quem não mandou estudar?" "Cada um encontra na vida o que procurou." Daí eu pergunto: Será que aquela pessoa teve oportunidades na vida? Será que alguém deu a ela um voto de confiança? Será que pararam para ouvir as palavras que um dia ela quis dizer? Enfim, numa sociedade onde tripudiar, rir e se sentir melhor quando encontram alguém que está numa situação menos favorável que nós, tornou-se um bem estar interior, o que mais podemos esperar?
            Por todas essas perguntas que fiz e, por tantas outras que gritam na minha cabeça, tenho falado com Deus e dito a Ele que não posso mais viver pra mim mesmo, e peço lhe que me ajude a compreender suas vontades, para minha vida, para este mundo.

4 de abr de 2010

E Lá Vem Segunda-Feira Outra Vez...

            Fiquei com vontade de escrever, sem pensar muito, decidi escrever um pouco acerca da semana que está prestes a iniciar.
            O feriado chegou e num "piscar de olhos" ele se foi e já estamos prestes a iniciar uma nova semana.
            Pois bem, lá vem Segunda-Feira diiiiiinovo.. Vou confessar que odeio todas as Segundas (menos as que são feriado) provavelmente não sou a única... rs
            Nas Segundas sempre tento recomeçar alguma coisa, já comecei dietas que não duraram sequer um dia; já disse que deixaria meu quarto organizado, vocês precisam vê-lo na metade da semana; já comecei caminhadas/exercícios físicos que não duraram nem uma semana inteira; já disse que iria deixar todo o meu material escolar em ordem e na Terça já estava procurando coisas que havia "perdido". Enfim, muitos e muitos recomeços frustrados.
             Sem contar que as Segundas são representadas pelo início, e definitivamente, não tenho trabalhado em algo que me agrade tanto para gostar de iniciá-lo novamente. Como professora de matemática, me sinto muito triste ao ver que os meus alunos, assim como a maioria dos estudantes brasileiros, não dão valor aos ensinamentos, são muito agressivos, rebeldes e demostram pouquíssimo interesse em aprender.
            Sinto que o caminho da educação se tornou escuro e nos leva para um abismo medonho.
           Gostaria muito de dizer que adoro estar na escola ensinando os meus alunos, mas não posso fugir da minha verdade. Gosto muito de ensinar, mas o medo, o desrespeito, as condições que encontro nas salas de aula me desanimam completamente dessa profissão que escolhi.
           Maaas, é isso aí!! a vida é asssim mesmo, e eu lhe desejo mais sorte do que eu nas Segundas-feiras... Um excelente recomeço e, que ao chegar ao fim da semana você possa se sentir realizado por tudo que fez durante a semana, mas se ainda se sentir frustrado, não se preocupe, outras Segundas virão (para o bem, o mal, quem sabe?!!) e consequentemente, novos inícios e novos recomeços, e a mim, cabe desejar Boa Sorte para TODOS nós.

3 de abr de 2010

Recomeçar

             Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
             Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição;
             Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício;
             Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo;
             Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido;
            Posso   reclamar por ter   que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho;
          Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus;
           Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.
           SE AS COISAS NÃO SAIRAM COMO PLANEJEI POSSO FICAR FELIZ POR TER HOJE PARA RECOMEÇAR.
            O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor.

Charles Chaplin 

12 de mar de 2010

"Por você eu faria isso mil vezes!"

             Frase extraída do Livro/Filme “O Caçador de Pipas”, esta frase surge de uma forma sincera, humilde e humana da boca de uma criança que declara sua amizade pelo amigo.
             Uma frase simples, sem palavras difíceis ou bonitas; mas que traz consigo a essência da humanidade, o verdadeiro sentido de amizade, fidelidade, gratidão. Uma substituição exata à frase “Eu te amo”, pois só QUEM AMA é capaz de dizer uma frase assim.
             Com frequência às pessoas dizem: eu amo chocolate, amo tal música/cantor, amo assistir filmes... mas, e os amigos, familiares, será que estamos deixando vê-los o quanto são importantes para nós? Será que há reciprocidade para com as pessoas que se dedicam e se esforçam para nos agradar?
             Quisera eu ter um amigo que me dissesse “Por você eu faria isso mil vezes!” Quisera eu que o mundo fosse mais humano a ponto de pessoas dizerem e ouvirem essa frase com assiduidade.... Aaahhh, como precisamos de amizades sinceras e pessoas altruístas!!

7 de mar de 2010

(...)

Contemplo o lago mudo 
que a brisa estremece
Não sei se penso em tudo
ou se o tudo me esquece


O lago nada me diz,
não sinto a brisa mexê-lo
Não sei se sou feliz
nem se desejo sê-lo


Trêmulos rincos risonhos
na água adormecida
porque fiz eu dos sonhos
a minha única vida?

Fernando Pessoa

24 de fev de 2010

Fazer Planos SIM, Viver Para Eles NÃO!!

            Estes dias têm sido de reflexão... Será que vale a pena investir todo o nosso presente num futuro que não nos pertence?! Muitos perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Vivem pensando no futuro, de tal forma que acabam por não viverem nem o presente, nem o futuro.
             Muitas vezes passamos nossas vidas fazendo planos, e esquecemos completamente que AMANHÃ é algo que NÃO EXISTE, para muitos ele não chegou e um dia também não chegará para nós.
             Muitos poderiam dizer que os planos fazem parte, sem eles não chegaremos a lugar algum... Sim, em partes, eu concordo, afinal, se não pensarmos que estaremos vivos no final do mês para recebermos nosso salário, então para quê trabalhar, não é mesmo?!
             Mas os planos não devem estar em evidência nas nossas vidas, eles são como o horizonte, SERVEM PARA CAMINHARMOS, onde o mais importante é o percurso, e não a chegada; se compreendermos isso, quando os nossos planos forem frustrados não nos decepcionaremos.
             O que desejo para NÓS é que sejamos mais inteligentes, a ponto de perceber que a única certeza que temos é O HOJE, e que vivamos uma vida feliz, íntegra; amando nossos familiares e amigos, sem cobrar recíproca; sendo úteis para nossa sociedade; ajudando os mais necessitados; e o principal, tendo um relacionamento verdadeiro com Deus, sei que para muitos, Deus não está em suas prioridades, mas eu não saberia o que fazer, se eu não o colocasse como MINHA PRIORIDADE, é o meu mais fiel companheiro nas lutas cotidianas.
            Muitos passarão por nós neste percurso e nos machucarão, outros, nos serão os melhores presentes para aquele determinado momento, mas não podemos viver sozinhos, simplesmente nos seria muito torturante, e que graça teria passarmos por este mundo sem nossos companheiros de jornada? Ria, chore, brinque, ame, odeie, perca a paciência, perdoe, diga a verdade SEMPRE, é o modo mais digno para manter um relacionamento... Jamais queira a solidão.
            Que nossos dias não sejam passados em vão. Pois mais cedo ou mais tarde, estaremos no nosso ÚLTIMO DIA, e será tarde demais para viver.

2 de fev de 2010

A Vida é Uma Escolha...

Muitas pessoas reclamam da correria de suas vidas;
Acham que têm compromissos demais e culpam a complexidade do mundo moderno;
Entretanto, inúmeras delas multiplicam suas tarefas sem real necessidade;
Viver com simplicidade é uma opção que se faz;
Muitas das coisas consideradas imprescindíveis à vida, na realidade, são supérfluas;
A rigor, enquanto buscam coisas, as criaturas se esquecem da vida em si;
Angustiadas por múltiplos compromissos, não refletem sobre sua realidade íntima;
Esquecem do que gostam, não pensam no que lhes traz paz, enquanto se sufocam em buscas vãs;
De que adianta ganhar o mundo e perder-se a si próprio?
Se a criatura não tomar cuidado, ter e parecer podem tomar o lugar do ser;
Ninguém necessita trocar de carro constantemente, ter incontáveis sapatos, sair todo final de semana;
É possível reduzir a própria agitação, conter o consumismo e redescobrir a simplicidade;
O simples é aquele que não simula ser o que não é, que não dá demasiada importância à sua imagem, ao que os outros dizem ou pensam dele;
A pessoa simples não calcula os resultados de cada gesto, não tem artimanhas e nem segundas intenções;
Ela experimenta a alegria de ser, apenas;
Não se trata de levar uma vida inconsciente, mas de reencontrar a própria infância;
Mas uma infância como virtude, não como estágio da vida;
Uma infância que não se angustia com as dúvidas de quem ainda tem tudo por fazer e conhecer;
A simplicidade não ignora, apenas aprendeu a valorizar o essencial;
Os pequenos prazeres da vida, uma conversa interessante, olhar as estrelas, andar de mãos dadas, tomar sorvete...
Tudo isso compõe a simplicidade do existir;
Não é necessário ter muito dinheiro ou ser importante para ser feliz;
Mas é difícil ter felicidade sem tempo para fazer o que se gosta;
Não há nada de errado com o dinheiro ou o sucesso;
É bom e importante trabalhar, estudar e aperfeiçoar-se;
Progredir sempre é uma necessidade humana;
Mas isso não implica viver angustiado, enquanto se tenta dar cabo de infinitas atividades;
Se o preço do sucesso for ausência de paz, talvez ele não valha a pena;
As coisas sempre ficam para trás, mais cedo ou mais tarde;
Mas há tesouros imateriais que jamais se esgotam;
As amizades genuínas, um amor cultivado, a serenidade e a paz de espírito são alguns deles;
Preste atenção em como você gasta seu tempo;
Analise as coisas que valoriza e veja se muitas delas não são apenas um peso desnecessário em sua existência;
Experimente desapegar-se dos excessos;
Ao optar pela simplicidade, talvez redescubra a alegria de viver.


Pense nisso!!

Mensagem do Programa Noite & Cia
Exibição de segunda a sexta-feira, às 22h30, pela Rede Super de Televisão.

17 de jan de 2010

Great is Thy Faithfulness [Grande é a Tua Lealdade]

            Há alguns dias eu venho questionando o porquê de tantas catástrofes mundiais, tantas guerras, tanto desprezo com o próximo, nunca antes em toda à história o interesse próprio falou mais alto como nesses últimos tempos, até mesmo nas ajudas humanitárias eu consigo ver egoísmo, os governantes querem disputar quem doou mais ao invés de se questionarem quem serviu melhor.
             Desde a criação do mundo, seguindo como base à bíblia, vejo que as pessoas sempre lutaram para que suas vontades fossem destacadas como prioridade, não levaram em conta a forma como viveriam, como sua saúde seria cuidada, como se alimentariam, mas sim se poderiam ou não ser independentes, “donos de si”, tanto se fez que Deus na sua grande inteligência nos deu o “LIVRE ARBÍTRIO”.
           Muito bem, somos livres, mas até então não haviam se perguntado o que é a liberdade, que consequências ela traz, que problemas ela pode nos apresentar.
            Quando eu terminei o curso na faculdade, eu não pensei duas vezes em pegar minha mochila, pôr nas costas e me mudar para uma cidade à aproximadamente 500 km de distância de onde morei minha vida toda, com meus pais, sempre quis ter minha independência, e ali estava minha oportunidade. Mas mesmo construindo minha independência, sempre deixei que meus pais estivessem comigo, lado a lado, todas as dúvidas e problemas eu sempre os consultava, e faço isso até hoje... Quando estou com um grande problema, ligo para minha mãe, e toda vez ela me fala no telefone “Não se preocupe, vai dar tudo certo filha!”, meu problema não será solucionado porque ela me disse isso, mas com certeza eu sinto mais confiança na solução dele.
           Todas essas calamidades estão acontecendo porque não temos mantido nosso foco em Deus, temos desviado nossos olhos para coisas supérfluas do mundo, temos colocado pessoas acima de Deus, e enquanto Deus está ali te dizendo “Não se preocupe, vai dar tudo certo filho(a)!”, você não consegue ouvir, porque sua atenção está voltada para à rede de problemas que você se enroscou, por não ter perguntado a Deus se aquilo que você estava prestes a fazer seria o mais sensato...
           Quem nunca ouviu o relato de Pedro e outros discípulos de Jesus que estavam num barco no Mar da Galiléia, de repente começou uma terrível tempestade, então avistaram alguém caminhando sobre as águas, imaginaram que fosse um fantasma, pois não esperavam que Jesus aparecesse a eles desse jeito. Mas Jesus acalmou os seus discípulos dizendo: “Coragem! Sou eu. Não Tenham Medo!”
           Assim que Pedro avistou Jesus ele quis sair do barco e ir ao encontro Dele, mesmo com o mar revolto, pois ele sabia que dentro do barco não havia segurança e o lugar mais seguro com certeza seria junto de Jesus.
           As tempestades fazem isso com a gente, elas nos fazem trilhar caminhos que nunca trilhamos.
           Assim que Pedro saiu do barco ele conseguiu caminhar sobre as águas, mas bastou ele desviar sua atenção de Jesus e pronto, ele começou a afundar.
           Dê as águas do temporal mais atenção do que àquele que anda sobre as águas e prepare-se para fazer o mesmo que Pedro.
          Então queridos, todos esses problemas mundiais estão acontecendo porque deixamos de buscar Deus, deixamos que o vento, os relâmpagos sejam mais fortes do que a fé em Jesus, desviamos nosso olhar, nossa atenção...
          Jesus poderia ter acalmado a tempestade, mas Ele quis que Pedro e seus discípulos aprendessem uma lição; o mesmo acontece conosco, Deus pode resolver todos esses problemas que tiram nosso sono, que nos fazem ficar depressivos... Ele pode acalmar a fúria da natureza, mas como um pai Ele deseja que aprendamos a lidar com tudo isso, que aprendamos o quanto necessitamos Dele, de sua palavra, de seu socorro...
         Se os temporais virão ou não, isso não podemos escolher. Mas onde ficamos durante uma tempestade, isso podemos.
          Por isso devemos entregar todos nossos problemas a Deus, e ser uma pessoa fiel às suas Leis, pois assim quando as tempestades nos alcançar, saberemos de onde vem o socorro.
          Martin Luther King foi um exemplo de homem de Deus, passou por grandes dificuldades, mas jamais deixou de manter seu foco em Jesus. No dia 3 de Abril de 1968, depois de horas dentro de um avião esperando na pista, devido à ameaças de bomba. Estava cansado, mas falando a uma multidão, ele nos deixou essa linda mensagem.
         “TEMOS DIAS DIFÍCEIS PELA FRENTE, mas não me importo agora. Porque já estive no topo da montanha. A longevidade tem seu lugar, mas eu não estou preocupado com isso agora. Eu simplesmente QUERO FAZER A VONTADE DE DEUS. Ele me permitiu ir ao topo da montanha. E eu olhei ao redor e vi a terra prometida. Eu posso não ir para lá com vocês. Mas eu quero que saibam hoje que nós, como pessoas iremos para a terra prometida. E eu estou feliz hoje. Não estou PREOCUPADO COM NADA. Não TEMO HOMEM NENHUM. Meus olhos viram a glória da vinda do Senhor”
           Ele estaria morto em menos de 24 horas depois. Mas as pessoas que lhe queria mal não atingiram seu objetivo. Eles tiraram seu fôlego, mas nunca levaram sua alma.
          Os terrores do mundo são desprezíveis aos olhos de Deus, e mais cedo ou mais tarde Ele te chamará para prestar contas sobre o que você andou fazendo por aí...
          Não tenham medo dos que podem matar o corpo, mas não podem matar a alma (Mateus 10:28).
          Deus é o melhor caminho para uma vida segura, tranquila, saudável e feliz.

 
OBS: A leitura do livro "SEM MEDO DE VIVER" de Max Lucado, muito contribuiu para o meu desejo de escrever este texto... Um ótimo livro.... Recomendo!!

15 de jan de 2010

Janelas Abertas

             O mundo nos fez reféns... pensamos tanto, mas fazemos tão pouco; temos tanta tecnologia, mas grande dificuldade em cumprimentar um vizinho; tanta segurança, mas não podemos evitar que pessoas e mais pessoas morram soterradas debaixo de lamas após suas casas serem destruídas pela fúria da natureza.
             E cada dia que passa, temos certeza de que o mais sensato a fazer é se trancar dentro de casa e ficar ali, onde ninguém pode nos machucar, onde as palavras não nos atingem, onde a dor é sufocada... Deixamos de lado as reuniões de família, a ida à praia, o encontro com os amigos, o passeio aos domingos à tarde, não procuramos Deus, pois onde está Deus enquanto tantas atrocidades acontecem?? Acreditando fielmente nisso fechamos nossas janelas.... janelas do coração, da imaginação, dos relacionamentos, e por fim, janelas da nossa alma.
           Num certo dia, no entanto, recebemos à notícia de que um amigo muito querido faleceu, um grande amigo que nos divertiu tanto, que riu conosco tantas vezes; mas o medo de viver era maior do que essa amizade... agora porém, deixamos o medo de lado, nos armamos de coragem e vamos ao velório prestar a última homenagem mais que merecida a este grande amigo. Mas o tempo não volta, você está ali enterrando um amigo, e pensando quantas vezes o seu telefone tocou e era ele, te chamando para conversarem, para saírem, mas não, suas janelas estavam fechadas, e não iria abri-las apenas porque seu amigo queria você algumas horinhas.
            Pois bem, meus queridos, a vida é assim, enquanto fechamos nossas janelas, o tempo lá fora passa sem piedade, perdemos oportunidades, amores, amizades, alegrias, e tantas outras coisas...
            Podemos sim nos machucar, como de fato iremos, podemos nos magoar muito com as pessoas... mas querem saber, apesar de tudo isso, a vida é espetacular, há pessoas especiais e que nos darão a mão com muita satisfação... E o mais importante de TUDO, há um Deus que nos ama, e mesmo que você não acredite, Ele está com você... Se você pudesse contar quantas vezes Ele pensa em você, seriam mais do que os grãos de areia..
            Por isso lhes digo, deixem suas JANELAS ABERTAS, pois não há maior arrependimento do que o de perder algo ou alguém, sem ao menos ter lutado por eles.