24 de nov de 2010

O Bem Está Nos Pequenos Detalhes

                 Ontem havia um cachorrinho doente, completamente desamparado em frente ao condomínio onde moro, não pude ser mais um a passar por ali, ignorar ou simplesmente olhar com piedadade e não fazer nada.
                 Fui em casa, peguei leite, uma vasilha e fui até ele... Quando ele me viu chegar, levantou aqueles olhinhos dasanimados, doentes, e logo os abaixou novamente me ignorando. Coloquei a vasilha no chão, coloquei o leite, e o chamei... Com dificuldades ele levantou e foi até a vasilha, me deu uma última olhada um pouco desconfiado da minha atitude e, começou a tomar o leite.
               A minha atitude talvez não tenha sido a mais grandiosa, a mais linda e nem a tão heróica de todas, porém, foi uma simples atitude que fez a diferença, se não para mim, sim para aquele cachorrinho doente.
              O nosso mundo precisa disso, atitudes simples, humildes, mas que façam a diferença. Um olhar amigo, uma palavra gentil, um sorriso verdadeiro. Atos que para nós podem não representar nada, para outros podem representar muito.
              Deus para mim é isso... Quando você olha para uma pessoa desconhecida com carinho... Quando você pergunta "posso te ajudar?" com a intenção de, verdadeiramente ajudar, sem nada em troca... Quando uma pessoa entra no ônibus para vender balas, e ao invés de você ficar fingindo que não a ouve e não a vê, ignorando-a, você olha para ela, presta atenção em suas palavras e mesmo que não queira comprar as balas, a agradece por estar te oferecendo... Quando você trabalha de voluntário em um orfanato, sem ganhar nem um centavo em troca, e ama com todo o coração o que faz para aquelas crianças que são apenas seres humanos desprotegidos e necessitados de afeto.
               Não precisamos evitar uma catástrofe mundial para, aí sim, sermos considerados pessoas que praticam o bem, não precisamos do reconhecimento das pessoas pelos bons atos que praticamos...
              Vivenciamos todos os dias oportunidades para praticar o bem, basta prestar atenção. Olhar com os olhos da coletividade e não da individualidade. Se deixarmos de lado esse mundo egocêntrico, onde achamos que se tudo está bem conosco, então tudo está bem com o mundo, quem sabe compreenderemos qual o verdadeiro significado da frase "Amar ao próximo, como a si mesmo."
               Voltando a falar do cachorrinho... o deixei lá, depois de todo o leite que eu havia levado para ele ter sido "devorado", pude observar um olhar de agradecimento, pude sentir o que é fazer o bem.
               E querem saber? Não há palavras para expressar este sentimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário