22 de mai de 2011

Brida

Um texto anônimo diz que cada um de nós, em sua existência, pode ter duas atitudes: construir ou plantar. Os construtores podem demorar anos em suas tarefas, mas um dia terminam e acabam por ficar limitados às suas próprias paredes. A vida perde sentido quando a construção acaba.
Já os que plantam podem sofrer tempestades e poucas vezes descansam. Mas o jardim jamais cessa de crescer e, ainda que exija a atenção do jardineiro, também permite que a vida seja uma grande aventura. Na história de cada planta está o crescimento de toda a terra.
E assim aprendi lendo o livro "Brida" de Paulo Coelho...  Alguns, se satisfazem em ser construtores e aceitam ver seus sonhos paralizados quando terminam sua construção, quando conseguem um emprego mais ou menos, um amor mais ou menos, uma vida mais ou menos, param!! E assim a vida se resume em seguir seu ciclo... Sem expectativas, sem momentos extraordinários.
No entanto, há os que optam plantar, e estes, jamais conseguem viver um momento de paz porque estão eternamente em busca do melhor, mesmo que o melhor muitas vezes ultrapasse os limites da razão, mesmo que esse melhor não consiga em diversas ocasiões responder o que nossas mentes de seres humanos racionais, tanto deseja entender.
Brida, escolheu este caminho, plantar!! E mesmo que sua escolha tenha lhe trazido medos e dúvidas, ela jamais desistiu de buscar o melhor, aquilo em que de fato acreditava. De recompensa viveu uma história excepcional, linda, repleta de magia e amor verdadeiro, algo que muitos buscam, mas somente os corajosos vivenciam.
Poucos são privilegiados com momentos como os que Brida vivenciou, e menos ainda são capazes de trilhar esse caminho tão misterioso e mágico, que raramente se mostra aos seres que não conseguem ver com o coração.
Confesso que muitas dúvidas ainda pairam sobre mim em relação a este mundo, o mundo da magia!! Porém,  de uma coisa eu tenho certeza, ele existe, é verdadeiro!! E mesmo que eu jamais vivencie momentos como os que li, tenho coragem de dizer hoje para quem quiser ouvir que ele acontece, cria, se movimenta todos os dias em torno de nós... Todavia, explicá-lo é algo impossível, assim como explicar uma emoção. Apenas os que são capazes de um mergulho numa noite escura, são capazes de vivenciá-lo, ou seja, um verdadeiro ato de fé.
E então, o que você deseja: Construir ou plantar? Também deixo aqui esta pergunta para mim, com a única certeza de que meu desejo é viver o melhor, presenciar os momentos mais malucos, mais inimagináveis, beber das taças mais desconhecidas que a vida me apresentar, pois só assim, meu coração diz que encontrarei a felicidade, vivenciarei o amor mais puro e verdadeiro, e presenciarei os momentos mais perfeitos que Deus guardou para os que têm coragem de enfrentar seus medos.
 
P.S. Muitas coisas ficaram bastante confusas em minha cabeça durante a leitura deste livro, mas uma grande maioria eu consegui compreender por causa de uma pessoa bastante especial, que me fez ver ainda que relutante, um pouco desse lado mágico e misterioso que cruzam nossas vidas todos os dias sem nem desconfiarmos. Poderia ter lido este livro a algum tempo atrás, como de fato tive oportunidades, e com certeza não teria entendido metade do que entendi se o tivesse feito, por isso, creio que Deus usa certas pessoas para nos preparar para determinadas aprendizagens. A você, que contribuiu muito para que eu aceitasse melhor os temas que trata o livro, quero dizer obrigada, obrigada por compartilhar comigo seus segredos, por confiar em mim, por me deixar ser parte de sua vida.. As pessoas não se encontram por acaso. Amo você!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário