26 de jun de 2011

Da minha maneira...

Eu só queria poder viver esse amor!! Não tenho feito da melhor maneira, talvez nem esteja sendo merecedora de tal reciprocidade, mas juro que tenho tentado, da maneira mais sincera e bonita que posso.
O tempo!!! Tento me convencer nos momentos mais difíceis que o tempo será a solução para tudo, mas quando penso que esse mesmo tempo pode te levar para longe, para onde não poderei mais saber de você, de suas histórias, de seus problemas... então, desejo que as horas não passem, que os dias não acabem, que não chegue semana que vem, que o Natal deixe de existir e que o sol ou a lua deixem de ser amigáveis entre si e dividir o céu enquanto dias e noites, um após o outro, vão se concluindo.
Fico pensando se amar é mesmo isso... olhar nos olhos, segurar nas mãos, trocar beijos. Ou se amar é esse sentimento ingênuo, que te permite sorrir apenas pelo simples fato de saber que você divide o mesmo mundo com o ser amado, ou que te faz perder o ar, apenas por saber que o outro está feliz.
Não sei, mas vejo de verdade algo de mim em você. Uma frase, uma palavra perdida, um desejo escondido... Mas porquê não me diz nada?! Eu seria tão compreensível!! Aliás, é o que eu mais tenho sido desde que te conheci.
De repente não é pra ser, e se não for, entenderei. Dizem que não se deve confiar nos sentimentos quando estes simplesmente desaparecem. Será?!
Mas de tudo isso, tenho tirado coisas boas!!! Um desejo de continuar vivendo, de lutar pelos meus sonhos, de cuidar de mim, de ajudar os outros... Quem sabe assim, como um presente de Deus por bom comportamento, eu não receba você?! Estou tentando!! Como disse, talvez não da melhor maneira, mas da maneira mais sincera e bonita que posso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário